Amsterdã: flores, coffee shops e bicicletas

335
Compartilhar:
matéria_710x375px

Capital da Holanda, a pequena Amsterdã é uma opção atraente para quem deseja ir à Europa fora do circuito Berlim-Paris-Londres.

Cidade é conhecida pelos belos campos de tulipa e por seus charmosos canais; transporte público também é ponto forte.

Prática e moderna, Amsterdã possui cerca de 780 mil habitantes em seu pequeno território e é conhecida como a “Cidade das Bicicletas”. A capital holandesa atrai turistas de todas as partes do mundo, seja por suas dezenas de museus, pelos belos passeios nos canais, por seu clima de festa ou pelos campos de tulipa nos arredores. Com um clima instável, chuvas ocasionais e ventos fortes podem acontecer em qualquer época do ano. Por isso, é ideal sempre ter um casaco ou uma roupa mais quente à disposição.

Com as estações do ano bem definidas, chega a nevar durante o inverno, o que impossibilita alguns passeios. Para quem quer visitar os magníficos campos de tulipa, a primavera é a época ideal, sendo o mês de abril o período mais prolífico das flores. Nesta reportagem, a Radar Executivo, em parceria com a PontesTur Agência de Viagens, elaborou um passo a passo completo para os interessados em desbravar Amsterdã. Aproveite as dicas!

 

Idioma: Holandês
Moeda: Euro
Como ligar para o Brasil: 0800 022 06 55 (Embratel)
Visto: Não é necessário.
Saúde: Para entrar na Holanda, nenhuma vacina é obrigatória.

 Embaixada oficial no Brasil:
Setor de Embaixadas Sul, Qd 801, Lote 5, Brasília – DF / (61) 3961 3200

 

Aeroporto de Schiphol
Distante 20 quilômetros do Centro, o aeroporto é um dos mais movimentados do mundo, devido à sua alta conexão com outros países do continente, do Oriente Médio e da África. Além disso, Amsterdã recebe voos diretos do Brasil com saídas de São Paulo e Rio de Janeiro. Para sair do aeroporto em direção ao Centro, é possível pegar um trem no subsolo até a Central Station. Também há táxis disponíveis na saída do aeroporto.

Locomoção
Com um transporte público eficiente, ônibus, bondes e metrôs estão disponíveis e suas rotas estão distribuídos em paradas e estações de trens. No entanto, como a cidade é razoavelmente pequena, muitos passeios podem ser feitos de bicicleta ou a pé. Além disso, Amsterdã também possui trem, onde turistas utilizam, geralmente, apenas do aeroporto ao Centro e vice-versa, e balsa, que liga o centro a Amsterdam-noord, um bairro não muito frequentado por turistas.

Ônibus
Para utilizar os ônibus de Amsterdã, é preciso possuir um cartão chamado OV-Chipkaart, que significa Cartão de Chip para Transporte Público, e pode ser adquirido para uso temporário, recarregável ou o que integra as empresas de transporte. É importante saber que existem alguns ônibus noturnos, que operam durante a madrugada, mas o cartão não é aceito nessas linhas. A solução para esses casos é pagar o valor da passagem avulso.

Bondes
Considerado o melhor transporte para ser utilizado no Centro da cidade, também será necessário comprar um OV-Chipkaart para usufruirdos bondes. As principais paradas possuem um painel que indica o horário que o transporte vai passar. Onde não há o painel, um papel impresso mostra todos os horários das linhas, porém, atrasos e adiantamentos podem ocorrer.

Metrô
Para quem está passeando pelo Centro da cidade, o metrô não é muito útil, pois as estações são bem próximas umas das outras. Porém, para quem pretende ir para um lugar mais distante, a opção já se torna mais interessante. As estações são variadas no quesito infraestrutura e o intervalo entre os comboios é um pouco maior que o tempo dos ônibus e bondes.

Museu de Van Gogh
Sem dúvida, os museus e parques holandeses guardam muita beleza e história, a começar pelo Museu do Van Gogh, que abriga a maior coleção do mundo de pinturas do artista, além de obras de amigos dele. O museu ainda conta com atrações culturais e shows.

Tour pelos canais
Fazer um tour pelos canais de Amsterdã é um passeio que não deve deixar de ser feito. Diversas empresas oferecem a opção de conhecer essa outra perspectiva da cidade, com direito a um guia que conta a história dos pontos turísticos.

Vondelpark
Para quem gosta de áreas verdes, o Vondelpark surge como boa opção de parque. Lagos com fontes, coretos com flores, pontezinhas românticas e jardins de rosas ajudam a tornar este um dos parques holandeses mais conhecidos. Tomar um café e apreciar a vista é um passeio ideal para quem quer relaxar um pouco.

Jardim de tulipas Keukenhof
O jardim de tulipas Keukenhof, maior parque de flores do mundo, fica a 40 minutos da capital holandesa. Com uma área verde de 32 hectares, seus tapetes de tulipas fazem do jardim a atração mais famosa do país. Aberto apenas oito semanas por ano, geralmente funciona entre os meses de março a maio. Além das exposições de rosas, hortênsias, bromélias e outras diversas espécies de flores, no final de abril acontece o tradicional cortejo de carros alegóricos cobertos por flores. Para chegar, utilize o ônibus 858, que sai do aeroporto Schiphol a cada 15 minutos. Vale a pena conferir.

Praça de Leidseplein
Como um dos principais pontos de agito de Amsterdã, a praça e seu entorno possui cinemas, discotecas, teatros, inúmeros cafés, como o The Bulldog, mais famoso café da Holanda, e um cassino. Como forma de entretenimento da praça, o turista ainda pode apreciar músicos, malabaristas e mímicos que se apresentam no local.

Amsterdam Bijlmer Arena
Estádio do time de futebol Ajax, onde, além de jogos e shows, um tour é oferecido aos visitantes. O local também possui uma área de compras bem interessante.

Bares e Restaurantes
Conhecida por seus belos coffe shops, Amsterdã também reúne diversos restaurantes especializados em culinária de diversas partes do mundo. Porém, para quem quer experimentar uma especialidade holandesa, a torta de maça com nata é uma excelente pedida para acompanhar um café à beira de um dos belos canais. Um outro doce típico holandês é o Stroopwafel, que deve ser comido com um café e deve ter o tamanho da boca da xícara ou caneca, para ser colocado em cima, como tampa, e bloquear os vapores quentes da bebida. Quando o doce estiver um pouco mole, é sinal de que chegou o momento certo para comê-lo. Diversos bares, como o Het Elfde Gebod, perto da Estação Central, servem ótimas cervejas holandesas e belgas e chegam a ficar um pouco lotadas durante a noite.

Hotéis
Com um grande número de excelentes opções de hospedagem, a capital holandesa possui hotéis para todos os gostos. Quem procura ficar no Centro, o Penthouse, loft que possui vista para o Vondelpark, é uma boa opção e ainda fica a cinco minutos a pé de Leidsplein, assim como o Park Mansion Centre, que oferece luxuosos apartamentos. Um pouco mais distante do Centro, as grandes redes de hotéis oferecem hospedagem próxima ao centro de convenções RAI e ao Amstelpark, como o Mercure Amstel e o Okura Amsterdam. Mesmo assim, para chegar ao Centro, basta pegar um bondinho.

Lembretes
Amsterdã não possui embaixada do Brasil. A mais próxima fica a 60km, em Haia. Seu telefone é o +31 (70) 302 3959. Para qualquer emergência de saúde, o Onze Lieve Vrowe Gasthuis é um hospital público e gratuito. Seu atendimento é 24 horas e seu telefone é o 599-9111. A voltagem mais comum é de 220 volts, mas é ideal sempre andar com um adaptador de tomadas universal na bagagem.

Parceiros: