O novo DNA da liderança

249
Compartilhar:
artigo_710x375px

Ao longo dos últimos anos pudemos acompanhar uma revolução silenciosa para tomada do poder, esta revolução estava acontecendo bem debaixo dos nossos olhos, mais mesmo assim muitos de nós não tiveram a capacidade de vê-la surgir. Esta revolução instalou-se em todos os níveis da nossa vida, ela mudou o conceito de intimidade, ela afetou de forma poderosa os nossos relacionamentos, ela fez surgir um novo sentido para a palavra comunidade, ela alterou para sempre as relações de poder.

Esta revolução foi tão forte e poderosa que mexeu inclusive com a forma como encaramos o papel do líder e mudou de quebra a lógica do mercado, tirando o poder das empresas e colocando nas mãos dos consumidores. Esta revolução deu voz a toda uma nova economia baseada na criatividade, na originalidade, na criação de conteúdo e na experimentação. Esta revolução foi capaz de fazer em poucos anos o que as poderosas emissoras de TV não conseguiram fazer em toda a sua história, esta revolução silenciosa fez com que os políticos corruptos tivessem suas ações julgadas no mais duro dos tribunais, a mente e o coração das pessoas, e por fim esta revolução colocou o povo nas ruas por todo o Brasil.

Estou falando das mídias sociais, um território livre para expressão de ideais, de conceitos, de crenças e de atitudes como nunca antes existiu. Através das mídias sociais os consumidores podem levantar ou derrubar uma marca, através das mídias sociais os políticos são julgados diretamente pelo povo como acontecia na Grécia antiga, através das mídias sociais expomos a nossa intimidade para pessoas que nem bem conhecemos, através das mídias sociais a sociedade ganhou voz e o povo tomou o poder.

A força das mídias sociais inverteu inclusive as relações de poder e o próprio conceito da palavra liderança. No inicio da economia industrial os líderes tinham subordinados, indicando com isso que as pessoas tinham que trabalhar de forma submissa as vontades do líder, com o tempo o conceito de liderança foi evoluindo e passamos a ter em nossa equipe colaboradores, indicando que o poder estava sendo dividido e que as ideais do líder nem sempre tinham que prevalecer, hoje em dia, os líderes em todos os níveis precisam trabalhar duro para conquistar seguidores, indicando com isso que o poder mudou completamente de mãos.

Com o fortalecimento das mídias sociais, um conceito antigo ganhou força, o marketing boca-a-boca cresceu em importância e passou a ser um componente chave na estratégia de mercado das empresas, a idéia de viralizar um conceito, uma idéia ou uma marca virou obsessão na cabeça dos marketeiros de plantão, em uma tentativa frustrada de controlar o incontrolável. Nessa tentativa de controlar o que as pessoas falam sobre a sua marca e sobre sua empresa nas mídias sociais só existe uma saída: ser transparente em todas as suas ações como empresa, como profissional e como sociedade, tratando o consumidor de forma direta e verdadeira, sem manipulações, passando a ver esta nova geração como agentes no processo de mudança e não meros expectadores passivos.

Se você deseja ver seu nome comentado nas mídias sociais, comece a atuar de forma adequada, aprenda a evangelizar seguidores, atuando de forma missionária, propagando consistentemente todos os dias, a visão de mundo que você deseja ver realizada na sociedade e na vida das pessoas, só assim, agindo com transparência e com foco no bem estar da comunidade, é que poderemos converter as almas perdidas dos políticos e de alguns poucos empresários que ainda insistem em agir como se esta nova geração não existisse.

 


JORGE MENEZES / jorge.menezes@radarexecutivo.com.br

É professor e pesquisador, especialista no desenvolvimento de competências para liderança e metodologias criativas de ensino.

Parceiros: