O MERCADO NÃO TOLERA HIPOCRISIA

Share:
COMPARTILHE ESSE PÁGINA

Em tempos digitais como o que estamos vivendo hoje, as empresas não são avaliadas apenas pela qualidade dos seus produtos e serviços, elas são avaliadas também pelas causas que defendem, pela sua postura diante de questões sociais importantes, e acima de tudo, pelas políticas que praticam tanto internamente quanto externamente com relação a questões ambientais, questões de gênero e diversidade. Todos esses temas são transversais ao negócio e muitas vezes se confundem com a própria natureza da empresa.

Portanto, a comunicação, precisa refletir essa realidade em todas as suas facetas: institucional, mercadologia e corporativa, é por conta disso, que não se pode pensar em marketing digital sem pensar o negócio como todo. A sociedade está cada vez mais atenta a todos esses fatores e cobra das empresas que se posicionem em relação a todos esses temas. Podemos citar o case da Guerra da Ucrânia, onde uma série de empresas privadas internacionais como Visa, Mastercard e Zara entre outras deixaram de operar na Rússia após a invasão da Ucrânia ordenada por Vladimir Putin.

Em tempos digitais como o que estamos vivendo hoje, as empresas não são avaliadas apenas pela qualidade dos seus produtos e serviços

Isso mostra como as empresas estão preocupadas em se posicionar diante de questões sociais, políticas e ambientais para mostrar aos seus clientes de que lado estão e quais são as causas que defendem. As empresas estão sendo cobradas pela sociedade a tomarem partido, a agirem contra aquilo que é considerado errado, quando valores como a democracia, a paz mundial, o meio ambiente estão em jogo, as empresas não podem mais assumir uma posição de neutralidade, ou simplesmente, fingir que essas questões não existem.

CONHEÇA O CURSO O CÓDIGO SECRETO DA VENDA

Em um mundo hiperconectado como o que vivemos, estamos todos sendo monitorados o tempo todo. O Big Brother do mercado não perdoa, as empresas que vacilam em questões sociais importantes, as empresas que não se posicionam contra o preconceito racial, contra a discriminação de gênero, contra a destruição do meio ambiente e a favor da democracia acabam indo para o Paredão das Redes Sociais e terminam sendo eliminadas pelos consumidores.

As empresas estão sendo cobradas pela sociedade a tomarem partido, a agirem contra aquilo que é considerado errado

Outro ponto importante, é que a separação entre vida privada e vida profissional acabou, os executivos, empresários e empreendedores são avaliados pelas suas atitudes e posturas dentro e fora da empresa. Não dá mais para ter “dupla personalidade” ser uma coisa dentro da empresa e outra na vida pessoal, o que fazemos fora do ambiente de trabalho afeta diretamente os negócios, os lucros e a participação de mercado da empresa.  Portanto, cuidado com o que posta em suas redes sociais, cuidado com o que compartilha em seus grupos de Whatsapp, os limites entre a vida privada e a vida profissional acabaram com as redes sociais.

CONHEÇA O CURSO O CÓDIGO SECRETO DA VENDA

Temos que estar inteiros, temos que ser íntegros, o nosso discurso precisa ser coerente o tempo todo, dentro e fora da empresa, quando estamos diante dos nossos clientes ou diante da nossa roda de amigos temos que ser um só, uma só pessoa, não dá mais para fingir que somos algo que não somos. Não dá mais para fingir que respeitamos as mulheres dentro da empresa e depois fazer comentários sexistas nos seus grupos de Whatsapp, não dá mais para fingir que aceita as diferenças dentro da empresa em nome da diversidade e depois deixar comentários racistas nas redes sociais. Não dá mais para fingir que aceita as pessoas como elas são só para atender o código de conduta da empresa e depois postar discurso homofóbico nas redes sociais.

Não dá mais para ter “dupla personalidade” ser uma coisa dentro da empresa e outra na vida pessoal, o que fazemos fora do ambiente de trabalho afeta diretamente os negócios

Temos que assumir as consequências daquilo que dizemos, daquilo que fazemos e daquilo que compartilhamos. O mercado não aceita mais a incoerência, os falsos discursos, a fachada montada para agradar as pessoas na empresa, as pessoas querem saber com quem estão lidando, elas querem saber o que você pensa, em que você acredita e quais são as causas que você defende de verdade. Isso vale tanto para as pessoas quanto para as empresas, portanto, seja coerente, seja transparente, seja integro, defenda o que acredita, ou simplesmente assuma aquilo que você acredita, mesmo correndo o risco de desagradar as pessoas.

CONHEÇA O CURSO O CÓDIGO SECRETO DA VENDA

Isso é ser integro, defender aquilo que você acredita em público ou no privado, toda hipocrisia um dia cai por terra, todo discurso falso um dia será revelado, toda máscara um dia vai cair, portanto assuma o que pensa, defenda os seus pontos de vista com argumentos, aprenda a conviver com os opostos, aprenda a crescer com a diversidade, aprenda a ouvir as opiniões divergentes, construa o seu discurso tendo como base principal o respeito e não o ódio. Defenda os seus pontos de vista sem precisar atacar os outros que pensam diferente de você, isso fará com que as pessoas respeitem os seus argumentos, isso fará com que as pessoas queiram ouvir aquilo que você tem a dizer, isso fará com que a sua voz seja ouvida pelo mercado.

O mercado não aceita mais a incoerência, os falsos discursos, a fachada montada para agradar as pessoas na empresa, as pessoas querem saber com quem estão lidando

 

Autor: Prof. Jorge Menezes é palestrante, jornalista, escritor, colunista nas áreas de empreendedorismo e negócios. CEO da Radar Executivo Business School, Head of Content da Revista Radar Executivo, Apresentador do Canal Radar Executivo no YouTube e do Podcast Radar Executivo no Spotify. É autor de vários best-sellers: Aprenda a Negociar com os Tubarões® (2013)Transformando Networking em Negócios® (2015) e O Código Secreto da Venda® (2020) todos publicados pela Editora Alta Books.

 

 

COMPARTILHE ESSE PÁGINA

Leave a reply

Você também vai gostar desse conteúdo